Crise ferve na campanha do PSDB



Crise ferve na campanha do PSDB e Alckmin manda aviso a Serra
Publicado em 11-Jul-2012
É cada vez menor o entusiasmo de Alckmin com candidato do PSDB...

A ameaça do secretário estadual de Desenvolvimento Metropolitano do
Estado, Edson Aparecido, de deixar a coordenação da disputa tucana à
Prefeitura ampliando a crise que grassa na campanha foi um aviso do
governador Geraldo Alckmin e de seu grupo a José Serra: o governador
está cansado de desarmar "bombas" surgidas na corrida eleitoral e de
engolir imposições do candidato José.

Mais que isto, poderá arrefecer o ânimo, quando não cruzar os braços
de vez em sua participação na campanha. Com a ameaça - a saída de
Aparecido está suspensa por enquanto - Alckmin avisou a José que a
alta rejeição de cerca de 80% da população à administração do prefeito
da capital, Gilberto Kassab (ex-DEM-PSDB, agora PSD) levará Serra
nessa disputa a colar sua imagem à do governo estadual e à do próprio
Alckmin, que não estaria disposto a carregar o fardo na campanha.

Até porque, candidato a prefeito da capital em 2008, Alckmin foi
abandonado por José, que apoiou a reeleição do prefeito Kassab. E
também porque o governador está consciente de que o marqueteiro de
Serra, Luiz Gonzalez e o prefeito paulistano tiveram muito mais peso
do que ele na tomada de decisões na campanha até agora.

É cada vez menor o entusiasmo de Alckmin com a campanha

Integrantes do grupo de Alckmin têm dito aos jornalistas que a gota
d'água nesse processo foi a imposição pelo prefeito de seu ex-
secretário municipal de Educação, Alexandre Schneider (PSD), como vice
de José, quando o governador e seus aliados preferiam uma chapa puro-
sangue, com um candidato a vice também do PSDB.

Com a ameaça de retirar Aparecido (seu aliado de confiança) da
cordenação da campanha, Alckmin teria a intenção de avisar a José
Serra que ele tem muito mais a perder se continuar desprestigiando o
governador e seu grupo e atendendo a todas as propostas de Kassab.

A continuidade dessa situação, avisou o governador com esse último
lance da ameaça de saída de Aparecido, arrefecerá ainda mais o seu já
pequeno entusiasmo com a campanha de José Serra.

.