PSDB fretou ônibus para levar claque a Brasília para dar apoio a Perillo



PSDB fretou ônibus para levar claque a Brasília para dar apoio a
Perillo

Perillo (PSDB) irá prestar depoimento hoje na comissão sobre sua
relação com a quadrilha criminosa de Carlinhos Cachoeira, amigo do
governador tucano de Goias.Imprensa, espcialmente TV Globo, Jornal o
Globo e jornalistas, já estão afiados na defesa do tucano

O PSDB segue a risca o roteiro criado pela imprensa, que defende
Perillo. E todos alegam; O governador tucano só está na CPI por
"vingança" arquitetada pelo ex-presidente Lula(PT). Segundo conta
Perillo, Lula não aceita até hoje o resultado das eleições sobre o
pleito de 2010, quando Perillo derrotou no segundo turno o candidato
apoiado por Lula, Iris Rezende (PMDB).Não é para rir dessa piada?.
Mas, parlamentares petistas vão falar da venda de uma mansão que
pertencia a Marconi Perillo (PSDB). Era lá que morava Cachoeira quando
foi preso pela PF.

R$ 1,4 milhão

Valor da venda de uma mansão em Goiânia, segundo a versão de Marconi
Perillo. O governador diz que recebeu o pagamento em três cheques:
dois de R$ 500 mil e um de R$ 400 mil

Alvaro Dias (PR), -- que em 2011, não declarou R$ 6 milhões à Justiça
Eleitoral--classifica as denúncias contra Perillo como "fatos
requentados".

Mas, se Perillo é inocente, por que então o PSDB, fretou ônibus para
levar correligionários a Brasília para dar apoio a Perillo

Protesto

No fim da tarde de ontem, um grupo de estudantes e professores da rede
pública invadiu a Assembleia Legislativa para protocolar um pedido de
impeachment contra Perillo. Portando buzinas que lembravam sons de
caminhão, no vão central do Legislativo e acabaram sendo contidos
pelos seguranças. Conseguiram, no entanto, entregar o documento na
Procuradoria Parlamentar.

O mesmo grupo já havia enfrentado a segurança do governador Perillo há
15 dias, em evento em Itumbiara (GO). Ontem, os jovens seguraram
cartazes ironizando o encontro anterior. "Não nos batam, agora
trouxemos testemunhas", dizia um deles.

Uma das organizadoras do movimento, Aymé Sousa, estudante de produção
cultural, disse que o próximo Movimento Fora Marconi está marcado para
o sábado que vem. Ela reconhece que existe pouca mobilização nas ruas
de Goiânia. "Nós colocamos faixas e cartazes, mas os partidários do
governador arrancam", protestou ela.
.



Relevant Pages