Já que a imprensa esconde: A denúncia contra Arthur Virgílio por falta de ética e decôro parlamentar



A denúncia contra Arthur Virgílio por falta de ética e decôro
parlamentar

Já que a imprensa esconde desvios de ética, quando trata-se de
senadores tucanos, esse vídeo ficará em evidência na primeira postagem
o dia inteiro.


Resumo da denúncia:

Senador Arthur Virgílio Neto (PSDB/AM) foi denunciado por quebra de
decôro e falta de ética parlamentar, pelos motivos:

1) nomeação de uma família inteira, quatro pessoas, todas com alta
remuneração, para seu gabinete;
2) autorização ilegal para um membro do premiado grupo familiar se
afastar do trabalho e morar na Espanha, recebendo salário como se
tivesse trabalhando, inclusive horas extras;
3) Receber doação de autoridade pública, procedimento expressamente
vedado pelo Código de Ética e Decoro Parlamentar (empréstimo de
Agaciel Maia para pagar as contas de sua viagem à Paris);
4) esconder da Receita Federal a doação e o imóvel em que mora;
5) recebimento de quantias para tratamento de saúde sua mãe, que nunca
fora sua dependente, muito superiores aos admitidos pelas normas do
Senado;
6) nomeação de um personal trainer, Oswaldo Alves, de Manaus, pago
pelo Senado para orientar atividade física individual do Representado.

Crimes envolvidos:
1) estelionato (artigo 171 Código Penal)
2) falsidade ideológica (artigo 299 - Código Penal);
3) prevaricação (artigo 319 - Código Penal)
.